S5 Risen Hope - шаблон joomla Mp3
Nossa História

  • Cadastrar

Como tudo começou
          A Igreja Batista no Guará II. Deu-se com o sonho e a iniciativa de alguns irmãos moradores do Guará, e membros da Igreja Batista Central de Taguatinga, movidos pelo Espírito Santo e com seus corações ardendo por missões. No desejo de estabelecer uma igreja Batista no bairro Guará II. 
          Um grupo de irmãos da IBCT e de outras igrejas Batistas começou a se reunir na casa do irmão Dc José Teles Filho. A casa ficou pequena para o número de pessoas que Deus foi acrescendo. 
          Logo os irmãos passaram a se reunir em Escolas Públicas. Os primeiros irmãos que atenderam esse desafio foram os irmãos: “Adnair de Oliveira Pires, Alci Vernay da Silva, Alci Vernay da Silva Filho, Ana Gomes Vernay da Silva, Antonia Chavier Dantas, Antonio Januário da Silva Neto, Carlos Alves Vogado, Ceila Ferreira Borges da Luz, Daniel Gomes Vernay, Débora Gomes da Silva, Estevão Gomes Cerqueira, Eeth Ferreira Borges da Luz, Eliseu Soares Figueira, França Alice Ferreira Borges da Luz, Idália de Miranda Teles, Iete Gomes dos Santos Silva, Janete da Silva Gonçalves, José Alves de Freitas, José Teles Filho, Judson de Miranda Teles, Juracema da Silva Gonçalves, Lielma Bragança Cerqueira, Luiz Antonio Vitelli Peixoto, Maria Nilma Rodrigues Lopes, Neuza Conceição Gomes, Nilva Noêmia Miranda Teles, Vízia Martins, Raulina de Souza Rodrigues, Regina Vernay da Silva, Sarah Vogado de Souza, Violeta Vitelli Peixoto, Vitalina de Brito Freitas, Zedequias Santos Peixoto, Zélia Maria de Miranda Teles” . 
          A igreja Batista no Guará II foi organizada em 27 de Dezembro de 1975, no auditório da Escola Classe 09 do Guará II, sob a direção do Reverendo Ezequias Fragoso Vieira, pastor da Igreja Batista Central de Taguatinga, com a presença de vários representantes das Igrejas Batistas do campo do Distrito Federal. Dentre eles: Pr. Jonas Borges da Luz (primeiro pastor da Igreja Batista no Guará II), Pr. Paul Noland, Pr. Daniel José Ferreira Rosa, Pr. Gedeon de Oliveira Antunes e Pr. Alfon Kurklis. 
Na ocasião do concílio da novel igreja, o Reverendo Jonas Borges da Luz, foi eleito por unanimidade e empossado pastor da Igreja Batista no Guará II. Neste mesmo dia a Igreja decide conceder o privilégio de serem considerados membros fundadores, quando suas cartas de transferências chegarem, aos irmãos: José Carlos Alves Campêlo e Vilma Lúcia Ribeiro Campêlo, da Igreja Memorial Batista; Cléia de Miranda Teles, da Primeira Igreja Batista no Gama; Zoraide Souza Santos, da Segunda Igreja Batista do Plano Piloto. 
Alguns pastores passaram pela Igreja Batista no Guará II, desde sua fundação:

  • Rev. Jonas Borges da Luz 27/12/1975 a 01/10/1978
  • Rev. Antenor Rodrigues Bispo 07/01/1979 a 08/04/2007
  • Rev. Luiz Afonso Zaire Lima 14/04/2007 a 31/12/2009
  • Rev. Giuliano Vilela de Vasconcelos 09/10/2010 até o presente momento.

 

        Hoje a Igreja Batista no Guará II é presidida pelo pastor: Giuliano Vilela de Vasconcelos, que assumiu o ministério em 09 de Outubro de 2010.
O Pr. Giuliano Vilela de Vasconcelos é casado desde 1998, com Lílian Maria Barbosa Rodrigues de Vasconcelos. O casal tem dois filhos Giuliana e Nícolas.
Pastor Giuliano e Especialista em História do Cristianismo Antigo pela UNB – Universidade de Brasília (2012); Licenciado em História pelo UNICEUB – Centro Universitário de Brasília (2010); Bacharel em Teologia pela FTBB (Curso Livre e Superior) – Faculdade Teológica Batista de Brasília (2005) – com especialização em ministério pastoral e capelania hospitalar.
Pastor Giuliano possui vários cursos de extensão na área de Teologia e Filosofia. Cursou Bioética no ISB – Instituto São Boaventura (Afiliado à Pontifícia Faculdade São Boaventura de Roma – Itália); Possui vários cursos de extensão na FATEO – Faculdade de Teologia da Arquidiocese de Brasília. Dentre eles o curso: O Sentido Cristão do Sofrimento – Salvifici Dolores; Bíblia; e a Pessoa de Jesus curso ministrado pelo Dom Marcony – Bispo Auxiliar de Brasília. Cursou Iniciação Cristã – Aspectos Teológicos e Patrísticos – com Monsenhor Catelan, membro da Comissão Teológica do Vaticano.

VISÃO MINISTERIAL DA IGREJA

NOSSA VISÃO – Existimos para servir a Deus e ao próximo.

NOSSA MISSÃO – “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28.19,20).
Temos como Missão Realizar a PESCA – Proclamar, Ensinar, Servir, Comungar e Adorar.
Proclamar – Mt 28:19,20
Ensinar – Mt 28:19,20; At 2.42
Servir – Mt 20:28; At 2:45
Comungar – Mt 28:19,20 e At 2:42-44
Adorar – Mt 22:36-39 2 At 2: 42,46-47.

Proclamação – A palavra “Proclamação” no grego é Kerigma. Significado: mensagem, pregação, anúncio ou proclamação.


1. “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28:19,20).
2. “O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados” (Is 61:1).
3. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16. 15).
4. “E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo” (At 5:42).

Ensino - A palavra “ensino” no grego é Didasco. Ensinar é uma grande dádiva dada por Deus.

1. “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28:19,20).
2. “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações” (At 2.42).
3. “Assim, Moisés, naquele mesmo dia, escreveu este cântico e o ensinou aos filhos de Israel” (Dt 31:22).
4. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Pv 22.6).
5. “Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15:14).
6. “Até à minha chegada, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino” (ITm 4:12).
7. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra (2Tm 3:16).

Serviço – A palavra no grego Diaconia está intimamente ligada ao serviço, oficio e ministério.


1. “Tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt 20:28).
2. “Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade” (At 2.45).
3. “Mas, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, aos quais encarregaremos deste serviço” (Atos 6.3).
4. “Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, conservando o mistério da fé com a consciência limpa. Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se mostrarem irrepreensíveis, exerça o diaconato. O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa. Pois os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus” (1Tm 3.8-13).
5. “Despojei outras igrejas, recebendo salário, para vos poder servir” (2Cor 11:8).

Comunhão – A palavra no grego que define comunhão é a palavra Koinonya. Essa palavra aparece também algumas vezes na Bíblia.

1. “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28:19,20).
2. “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações...” (At 2:42-44).
3. “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor” (1Cor 1:9).
4. “O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo” (1Jo 1:3).
5. “Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado (1Jo 1:6,7).


Adoração

1. “Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22:36-39).
2. “Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto” (Lucas 4.8).
3. “Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4:23,24).
4. “Firme está o meu coração, ó Deus! Cantarei e entoarei louvores de toda a minha alma” (Sl 108:1).

Entre em Contato

Reuniões Sede

Domingos
9h Escola Bíblica Dinamica
10:15 Culto de Celebração
19:30 Culto de Adoração
Terça - Feira
08:00 Culto de Oração
Quarta-Feira
19:30h Culto de Oração